Propomos um slogan para esta pequena e deliciosa região à beira do Sul do Molise Adriático: "Venha visitá-la antes que vire moda". Pois não é difícil profetizar a descoberta por parte das massas desta terra onde tudo ainda tem o "sabor" de antigamente: das esplêndidas paisagens às tradições populares, da gastronomia (são maravilhosos os laticínios e os muitos outros produtos típicos) à vida comunitária, da hospitalidade dos habitantes ao mar limpíssimo, do artesanato (são famosos os sinos de Agnone)à existência tranqüila das aldeias do interior.

É realmente um prazer visitar Molise. A começar pela capital, Campobasso, com seu sugestivo labirinto de ruas antigas e o Castello Monforte, do século XV.

Em Termoli, a cidade mais importante da província de Campobasso, o sol mediterrâneo do lugar ilumina os muros antigos erguidos pelo imperador Federico e o maciço Castelo do século XVI que avança sobre o mar.

E em toda parte, em Molise, a natureza parece zelar pela história, proteger as suas memórias. Como na esplanada de Sepino, cuja área arqueológica testemunha a antiga colonização romana, e nas vizinhanças de Pietrabbondante, onde outro interessante sítio arqueológico recorda a remota existência dos Sanitas, antigo povo itálico que ousou desafiar e combater a potência de Roma.

E ainda na província de Isernia (segunda cidade de Molise, dona de uma bela Catedral e de uma fonte do século XIV), onde se ergue solitária e majestosa a antiqüíssima abadia de S.Vincenzo al Volturno. Visitar Molise vale realmente a pena, portanto. Antes que fique na moda.