A Rota de Santiago

Uma das rotas religiosas mais famosas é o Caminho de Santiago, em espanhol El Camino de Santiago. Trata-se de um conjunto de rotas que se dirigem de vários pontos europeus à Catedral de Santiago de Compostela, no noroeste da Espanha. O objetivo desta famosa peregrinação, é visitar os restos do apóstolo São Tiago, que acredita-se estarem enterrados no local. Com mais de 800 anos, as rotas que levam a Santiago de Compostela são um espaço de intercâmbio cultural sob uma perspectiva de respeito e tolerância. O Caminho de Santiago é um Patrimônio Mundial da UNESCO e um Itinerário Cultural Europeu devido ao seu grande valor histórico e cultural.

Uma grande parte dos peregrinos a caminho de Compostela vêm pela França, que tem uma enorme rede de rotas cravejados com centenas de locais religiosos. As Cidades Santuárias da França, que não estão no caminho, são frequentemente motivo de desvio da peregrinação, pela sua importância religiosa.



A rota de Santiago suíça passa pela deslumbrante paisagem de Lucerna, entre outros belos lugares. Outros pontos a visitar são a majestosa igreja da Madonna del Sasso no Ticino, e a capela Maria da Aparição, situada na floresta do Valais.

Rotas de Peregrinação na Europa

No Mediterrâneo oriental, você pode seguir os passos do Apóstolo Paulo: A partir de Antioquia (atual Antakya, na Turquia), vá de barco para o Chipre, aventure-se na Turquia moderna. Siga para o oeste na Grécia por Kavala, Filippi, Tessalônica, Veria, Pireu, Atenas, Corinto e a ilha de Kefalonia, terminando em Roma, na Itália, onde São Paulo levou o Evangelho à Europa.

A Via Francigena é outra importante rota de peregrinação, feita há mais de mil anos pelo primeiro bispo de Cantuária, que viajou da Inglaterra para Roma. Junto com o Caminho de Santiago e a viagem a Jerusalém, trata-se de uma das três mais importantes rotas religiosas europeias, ainda no século XXI.



O centro da Igreja Católica Romana, a Itália, é rico em rotas religiosas. O caminho de São Francisco de Assis liga a Via Francigena à menos explorada Via Slavica, que conecta a Via Francigena de Brno (República Tcheca) a Viena (Áustria).

Rotas judaicas


O patrimônio judaico na Europa inclui rotas religiosas e históricas. A história do povo judeu promete viagens fascinantes, que passam pela Espanha e França, que desenvolveram em conjunto a Rota do Património Cultural Judaico na Europeu, incluindo os Caminos de Sefarad e rotas na Alsácia. A Bélgica é outro país que recebeu expressivas ondas de imigração judaica ao longo dos séculos, dos tempos romanos ao século XX. Na Alemanha, é possível visitar diversos museus e locais de memória em Munique e Berlim, entre outros lugares.

Os peregrinos modernos podem acessar mapas e informações sobre viagens religiosas na Europa pelo site Eurovia.