Rotas Culturais

A Europa se esforça de inúmeras maneiras para honrar tanto a história como o patrimônio dos seus diferentes povos e tenta também se unir numa comunidade pelo bem de todos.

O Instituto Europeu de Rotas Culturais, criado em 1998, está desenvolvendo rotas culturais para ajudar, tanto os europeus quanto os visitantes, a apreciar a interconectividade do que poderia parecer histórias separadas e para incrementar o entendimento inter-cultural.



Rotas Arquitetônicas

Acompanhe o desenvolvimento das primeiras cidades sobre o Reno na Alsácia (França) e a Floresta Negra (Alemanha), através do legado de Heinrich Schickhardt, conhecido como “o Leonardo da Vinci da Suábia”! Prolífero arquiteto renascentista, Schickhardt também foi um importante urbanista e inventor. É possível contemplar suas obras nas pitorescas povoações de Montbeliard e Riquewihr (França) – e recuperar forças com as guloseimas locais, como a tarte flambée e deliciosos vinhos brancos.

Vejam a estampa de Schickhardt em Stuttgart (Alemanha), na bela Schillerplatz ou em Fruedenstadt, que conta com uma das maiores praças de mercado da Alemanha, e constitui um grande destino para praticar as caminhadas e passar umas férias termais no centro de saúde próximo de Baiersbronn!



A Rota dos Parques e Jardins

Frequentemente associados a edifícios, alguns dos mais importantes arquitetos europeus dedicaram o seu talento aos parques e jardins. André Le Notre é o gênio que está por trás de muitos jardins fabulosos da França, incluídos os de Versailles, Vaux-le-Vicomte e Chantilly.

Outro grande arquiteto de jardins foi Capability Brown, que ajudou a transformar a Grã-Bretanha na capital dos jardins que é hoje em dia, com as suas obras no Palácio de Blenheim e o Castelo de Warwick, entre muitas outras. Na Itália, os enormes jardins dos Médici foram declarados Patrimônio da Humanidade. A Bélgica possui uma enorme riqueza de jardins nos seus muitos castelos, todos imperdíveis!

Não perca os belos pátios e lagos artificiais, de influência islâmica, que decoram os jardins da Andaluzia na Espanha. Os jardins não são apenas lembranças históricas, nas duas margens do Reno se encontra o Jardim de Deux Rives, um parque ultra-moderno, inaugurado em 2004, para promover a unidade entre Estrasburgo, França, e Kehl, Alemanha.

Uma Rota Musical

Mozart, nascido em Salzburgo, Áustria, viajou por toda a Europa durante a sua ilustre carreira. Ele passou aproximadamente um terço da sua vida na estrada, e o número de Povoações Européias que celembram Mozart é assombroso! Escolham entre cidades como Augsburgo, Berlim, Leipzig e Potsdam (Alemanha) Praga e Brno (República Tcheca), Bratislava (Eslováquia) Gante (Bélgica) e Utrecht (Holanda) ou Nancy e Paris (França), Londres (Grã Bretanha) e Bolonha, Roma ou Nápoles (Itália). Passeie pelas salas onde o artista dirigiu sua música e desfrute de um concerto pelo caminho!

A Rota até a Coroa de um Imperador

Carlos Magno é chamado de “Pai da Europa” por ter unido sob seu domínio grande parte da Europa Ocidental. A Via Carolíngia acompanha a rota de Carlos Magno de Aachen (Alemanha), onde ele está enterrado, até Roma (Itália), lugar onde foi coroado pelo Papa, no dia de Natal do ano 800, como imperador do Sacro Império Romano Germânico. Este caminho incluir sítios arqueológicos do período carolíngio como o mosteiro de São João de Mustair na Suíça, além de castelos e igrejas na Bélgica e na França.

A Rota entre Oriente e Ocidente

A Via Régia é a rota mais antiga leste-oeste da Europa, se estendendo desde Santiago de Compostela na Espanha através de um percurso diagonal pela França até a Bélgica, penetrando depois na Alemanha e na Polônia até o outro extremo, na Ucrânia.

Os romanos construíram os trechos mais antigos da rota, enquanto que outros segmentos constituem o legado de impérios posteriores. Esta também é a rota que os peregrinos utilizavam na Idade Média. Foi uma rota comercial essencial para mercadores, conhecida como o caminho do sal na Alemanha.

Transformada gradualmente em uma autoestrada de seis faixas, totalmente modernizada, a rota leva viajantes de todos os tipos através da Europa.

Uma Rota de Aventura

As Rotas da Oliveira é uma rota perfeita para compreender a cultura das oliveiras – numa série de revezamentos de motocicleta, caminhada e com transporte a motor especialmente desenhado! Começando na Grécia, é possível viajar através dos países produtores de azeitona Chipre, Itália, França, Espanha e Portugal, ou numa Eleodromia, um rally, até países como a Áustria, a Alemanha e a Suíça, que, embora não produzam azeitonas, são apaixonados por ela!

Como pode-se verificar nesta mostra eclética, há muitos assuntos para pesquisar na sua viagem de exploração pela Europa!