Praias marinhas

A extensa costa europeia inclui diferentes climas e paisagens, que variam até mesmo dentro de um único país. Para encontrar a praia dos seus sonhos, após se inspirar neste artigo, visite os sites das organizações nacionais de turismo da região desejada.

Aqui vão algumas dicas para você se familiarizar com as praias europeias:

O Mediterrâneo viu passar inúmeras culturas pelas suas águas por milhares de anos. A influência multicultural pode ser notada nas visitas aos locais históricos e na saborosa e variada gastronomia da região. A dolce vita durante o dia é completada por uma vida noturna agitada, em particular nas ilhas Baleares espanholas e na Riviera Francesa. Turquia, Chipre e Grécia se destacam pela magnífica e quente água turquesa.

As praias da costa Adriática italiana são perfeitas para as famílias, com suas águas calmas. A costa da Croácia e Eslovênia são muito bonitas mas extremamente rochosas – ideais para os fãs de uma paisagem mais rude.

Já as praias do Oceano Atlântico, do Mar do Norte e da costa Báltica são totalmente diferentes. Os amantes da natureza vão se deliciar com caminhadas em Waddensee, na Alemanha ou apreciando o mar cor de âmbar na costa báltica polonesa. As praias das ilhas britânicas são selvagens ao norte e cheias de atividades e atrações ao sul.

Por sua vez, a costa da Escandinávia é repleta de turistas e locais em busca de sol nos poucos mas longos dias de verão. Relaxe em longos passeios pelas praias suecas ou finlandesas ou ainda na reserva natural de Jæren, na Noruega. Na Islândia, a combinação perfeita é uma praia próxima de um fonte de água térmica.

Por fim, a Costa Negra na Romênia é muito conhecida pelos seus banhos de lama salgada e outros tratamentos estéticos e medicinais que podem ser solicitados em qualquer um dos muitos resorts da região costeira.

Praias de água doce

As praias de água doce não ficam atrás em termos de diversidade e diversão. Só a Polônia possui mais de dez mil lagos, a maioria com praias de areia onde dar um belo mergulho. O Lago Balaton na Hungria, o maior da Europa Central, atrai muitos turistas para suas praias naturais e artificiais.

Na Áustria, aproveite os lagos circundados por grama macia. O lago Neusiedlersee, situado entre a Áustria e a Hungria, se destaca por seu longo comprimento e pequena profundidade, que não ultrapassa 1,5m. O lago Constance, o terceiro maior da Europa, recebe sobretudo turistas austríacos, alemães e suíços. A Suíça, aliás, oferece igualmente uma série de lagos com esportes aquáticos. Por fim, os lagos italianos são famosos pela sua atmosfera romântica, especialmente em Garda e el Como.

Praias urbanas

As grandes cidades europeias sem acesso ao mar costumam criar durante o verão “praias temporarias” com areia, cadeiras, espaço para esportes, barracas de comes e bebes, shows e tudo o que compõe uma praia típica. As mais famosas são a de Roterdã, de Bruxelas e de Paris, à beira dos canais e rios locais.

Praias “Bandeira Azul”

Algumas praias europeias são sinalizadas com uma “Bandeira Azul”, uma qualificação dada às praias que atendem a uma série de normas de preservação da água, do meio ambiente e de segurança, entre outros. Em outras palavras, se quiser ficar nas praias mais limpas e sustentáveis, procure as que têm essa marca.

A Dinamarca é um dos países com o maior número de praias Bandeira Azul – são mais de duzentas! Na Lituânia, seis praias de areia branca no Istmo da Curlândia valem a pena ser visitadas. Outros destaques são as praias dos vilarejos irlandeses e dúzias de belas praias no Chipre. Por fim, a baía de São Jorge, em Malta, possui um aglomerado de belas marinas, uma praia Bandeira Azul e um habitat marinho muito bem preservado para você explorar.