Escandinávia

O que vem depois da pesca sobre o gelo, passear em um trenó guiado por cães ou desfrutar um safári em uma moto de neve na Escandinávia? Uma relaxante sauna seguida por um mergulho em águas geladas ou mesmo rolar na neve. Você se sentirá revigorado da cabeça aos pés!

A Suécia tem lugar para todos os níveis de habilidade em seus destinos familiares que oferecem tanto atrações especiais para crianças quanto desafios mais direcionados aos adultos. O passeio em uma moto própria para a neve é uma emoção para todos os níveis de aptidão, assim todos podemos desfrutar a beleza do deserto no inverno e, talvez, a Aurora Boreal que banha o céu de cores, se você estiver com sorte!

A Noruega tem uma das regiões de snowboard mais conhecidas do mundo, cuidadas com apreço para o máximo de diversão. Precisa de mais adrenalina? O snowkiting combina um motor de alta potência com esquis ou snowboard para subir a toda velocidade até o topo da pista. Velocidade e emoções fantásticas, tanto para cima quanto para baixo!

A Finlândia recebe o inverno com todos os tipos de diversões na neve. Experimente o kick sledding, em trenós, um costume do início do século XX que agora está voltando à moda. Inesquecível mesmo é o lindo safári em um trenó guiado por cães que atravessa paisagens sinuosas – e você pode fazer isso sozinho, controlando e dirigindo o trenó!

Imagine percorrer uma geleira sobre uma moto de neve ou esquiar pelos declives das montanhas vulcânicas da Islândia. Depois, descanse os músculos em um manancial natural quente cercado de neve resplandecente!

Os Cárpatos

Os Cárpatos formam a maior cordilheira da Europa, depois dos Alpes, e oferecem oportunidades para esportes de inverno menos comuns. Ao praticar esqui, snowboard ou trilha na República Tcheca, você quase sempre estará em uma área protegida ou um parque nacional. A Eslováquia sabe que o prazer está na variedade além da excelente qualidade do esqui; portanto, experimente o snowtubing, rafting na neve, bungee jumping ou corrida de trenó! Uma combinação de esqui de travessia, montanhismo e esqui nas altas montanhas, o esqui de montanha é muito popular na Eslováquia. Há também muitas oportunidades para o snowboard, patinação no gelo e travessia em trenó. A Região de Mazury, na Polônia oferece instalações de esqui alpino e nórdico. As dezenas de estações de esqui da Romênia oferecem pistas com diferentes graus de dificuldade.

Os Alpes

Essa majestosa cordilheira inclui a Suíça, Eslovênia, Itália, Alemanha, França e Áustria, e cada país uma diversidade prùopria de atividades.

Os esportes de inverno de primeiro nível da Suíça são acompanhados de boas-vindas sinceras e simples. Imagine percorrer as rotas usando calçados apropriados para a neve no silêncio de um bosque nevado ou a deslumbrante visão das montanhas no topo de uma pista! Tome uma trilha romântica em um trenó puxado por cães no Lago Sils ou desfrute as delícias de Bettmeralp — acessível somente por teleférico. Não se esqueça de um pouco de chocolate suíço para repor as energias nas pistas.

A Itália tem importantes estações de esqui que se espalham por toda “a bota”: de Gran Paradiso a Matterhorn, e de Mont Blanc até Monte Rosa, você encontrará maravilhosos destinos alpinos, e a rede “Dolomiti Superski”, nos Dolomitas, conta com 12 diferentes áreas de esqui. O Gran Sasso, a leste de Roma, abriga a estação de esqui de Campo Felice, com 16 subidas. Na Calábria, o maciço de Sila oferece 35 quilômetros de esqui de travessia.

O esqui na Áustria só pode ser comparado ao encanto de seus povos montanheses. Kitzbühel, com suas casas pintadas com cores do século XIII, ou Innsbruck tirolês, situado no fundo de um lindo vale nas montanhas, sugerindo passeios de esqui. As escolas e instrutores austríacos possuem um grande renome, como o legendário Hannes Schneider; ele e outros fundaram escolas de esqui na Áustria, Canadá e Estados Unidos.

A região de esqui Garmisch-Partenkirchen nos Alpes bávaros da Alemanha está pronta para esquiadores iniciantes e intermediários, com maravilhosas excursões curtas, desde castelos românticos até o Glockenspiel de Munique. A maior variedade de pistas e excelentes rotas nórdicas está em Kleinwalsertal, a maior área de esqui da Alemanha.

O Campeonato Anual de Slalom e Grande Slalom, masculino e feminino acontece na Eslovênia — Um bom indício de ótimas condições para esquiar! O Centro de Esqui Cerkno, com uma área para todos os níveis, é ideal para toda a família. O recém inaugurado Centro Vogel é um dos centros de esqui de maior altitude da Eslovênia e, portanto, uma boa opção para fins de temporada.

Está pensando em esquiar na França? Veja a possibilidade de fazer ski touring, uma mistura de alpinismo com esqui de travessia. Não pensa em esquiar na França? Faça um curso de aventura de inverno em meio às árvores de Métabief, espeleologia na rede subterrânea de túneis de Rousses Fort ou ski-joëring, na qual um cavalo te conduzirá pelas planícies.

Esquiar no Sul

Depois de esquiar nas montanhas de Sierra Nevada na Espanha você estará a uma hora de um banho morno no mar! Os destinos de inverno dos Pirineus catalães, como Baqueira Beret, exigem muita habilidade, ao passo que os Pirineus aragoneses são mais apropriados para esquiadores jovens e intermediários.

Entre os centros de picos da Grécia está o Monte Olimpo (Macedônia), o mais alto e mais conhecido da mitologia grega como morada dos deuses. Boa parte dos diversos ambientes das montanhas da Grécia é protegida em Parques Nacionais, que, graças ao desenvolvimento de infra-estruturas modernas, são ideais para as atividades de inverno, incluindo esqui e trilha.