O produto que identifica o Valle d´Aosta é a “fontina”: um queijo produzido com leite de vaca que se alimenta nos pastos debaixo das mais altas montanhas da Itália, e junto, não podemos esquecer o “burro” – manteiga e também o “fromadzo”, um tipo de queijo feito com pouca gordura. Um outro símbolo desta maravilhosa agricultura é o “lardo di Arnad” – toucinho de porco que se saboreia com pão preto e castanhas secas.

Excelentes são os salames, “prosciutto crudo”” – presunto crú e o “mocetta di cervo” – salame curado e feito de pata de cabra montanhesa; as “fresse” – prato de inverno preparado com os interiores do porco; a polenta com queijo e leite chamada de “a la valdostana”, até a mais rica”cardonade”, que vem a ser um picadinho de carne e batatas.

As maçãs, as nozes e os pequenos frutos dos bosques como “ mirtilli” – um pequeno fruto azul escuro e com um gosto forte e “lamponi” – framboesa, são ingredientes importantes para os doces. O doce típico da região é a “flantze”.

Os licores do Valle d´Aosta são a “grappa” – aguardente, e o “genepi” – licor digestivo retirado da hamônima planta alpina.

No que se refere ao vinho, temos o “Blanc de Morgex” e “de La Salle”, o “Petit Rouge”, Gamay e Fumin”. Entre os vinhos de sobremesa encontramos o famoso “Moscato de Chambave”.