A enogastronomia trentina varia desde a costa do lago de Garda, rica em verduras e pescados temperados com o ótimo azeite extra virgem de oliva local, até os vales alpinos, com influências nenezianas e altoatesinas, onde prevalecem os pratos de polentas; queijos “Vezzena” e “Puzzone di Moena”, salames de fumados – e a raramortadela “sanguinacci”; batatas e fungni. Os pratos típicos da região são as saladas de carne com feijão, o bacalhau com batatas e cebola e os “strangolapreti de bietoli”, um tipo de nhoque com vários recheios diferentes. Mas a verdadeira riqueza são as frutas: maçãs, pêras, damascos, ameixas e frutas do bosque, que além de frescas, se transformam em ótimas marmeladas, tortas, doces em pedaços ou em caldas e o conhecido “estrudel”.

Trentino também tem excelentes vinhos e de grande qualidade: os tintos e o Teroldego; os brancos com Paglierini; aromáticos com Müller Thurgau, a Nosiola e o Traminer. Muito apreciada também a Grappa.

O território e a enogastronomia do Alto Adige têm um sabor de Áustria e da “Stube” – lugar onde se saboreiam pratos típicos acompanhados por excelentes vinhos. O prato principal desta região é o “Canederli” – grandes nhoques de queijo e pão duro, servido com molho ou como guarnição. A estes, seguem pequenos “Spätzil” – pequenos nhoques fervidos e passados na manteiga. Excelentes quando acompanhados de carnes de caça.

Outras tipicidades são as sopas de cevada e o “gulasch” e “zuppe di orzo”. Lingüiças defumadas são ótimas para acompanhar inúmeras variedades de pães: centeio, cereal e de cominho.

Entre os principais doces está o “strudel” de maçã, mas para festas de final de ano se consome o “zelten”. Vale a pena provar as marmeladas de frutas do bosque, o mel, os destilados de frutas e as “grappe”.

Os vinhos brancos tipicos, todos fortemente aromáticos, são o Gewurztraminer, Sauvignon, Pinot Grigio e Chardonnay. Entre os tintos se destinguem o Lagrein e a Schiava.