Uma localidade em parte ainda pouco conhecida, mas entre as mais alegres da Itália. Rica em arte, história e decisamente emergente. A culinária marquegiana é uma cozinha regional no sentido mais restrito da palavra: extraindo seus produtos da terra e do mar.

Exemplos disso são as trufas de Acqualogna, cogumelos, derivados do porco; as carne de reça branca marquegiana e depois o peixe. Seus pesqueiros fornecem 10% do pescado nacional.

Outras especialidades são os “vincigrassi” – lasanhas recheadas com rico ragú, miúdos de frango e cogumelos; as azeitonas ascolanas – grandes e macias que são recheadas e fritas; a”porchetta” – dizem que foi inventadas entre as províncias de Macerata e Ascoli Piceno. Enquanto a especialidades da massa é aquela de Campofilone. Os doces simples são os “beccute” – pão doce com pinolis e uvas passas e os “ calcioni” – tipo de raviole doce.

Entre os vinho, lembramos o notável Verdicchio dos castelos de Jesi, para os brancos e o Lacrima di Morro d’Alba, para os tintos.