Em Roma e no Lazio come-se muito bem e de forma muito saborosa, abundande. Longe do requinte aristocrátioco, Roma se identifica com uma gastronomia popular que seduz justamente por estas características.

Na base da culinária romana existem produtos de uma região de fortíssima tradição agrícola e entre tantos, temos o delicado “abbacchio” – cordeiro recem nascido, assa ou no espeto; as alcachofras, que alcançam o auge quando preparadas “alla giudia”, seguindo uma antiga receita da comunidade judaica, à qual se incluem as “frittelle di baccalà in pastella” – bacalhau com empasto de farinha e frito.

E mais o pecorino, as ricotas, as mussarelas, as verduras e saladas. Outros pratos conhecidos são a rabada, os “rigatoni alla paiata” – massa com tripas de vitela e a “porcheta”. Os doces: ”papepato”,”pangiallo”, “maritossi”.

O vinho mais conhecido é o Bianco dei Castelli, como o Marino e o Frascati. Enquanto os tintos são base de sangiovese, merlot e cabernet.