Por ser uma região de fronteira, o Friuli oferece dois tipos de culinária fundalmente diversa: derivação veneta em Trieste de um passado internacional, com pratos austriaco/hungaros, eslovenos e croatas. O produto mais conhecido é sem dúvida o “Prosciuttto di San Daniele”, sem esquecer o presunto defumado “di Sauris”.

Irresistivel a qualquer hora do dia é a “porcina calda” e o wurstel – salsicha típica alemã. Entre os queijos lembramos do montasio. A polenta acompanha tudo, das simples receitas da montanha ao peixe do adriático.

Entre as receitas típicas temos a “jota” – sopa de batatas e carne de porco o “frico” – queijo frito e crocante;as “brovade” – nabos macerados no vinho, que a companham a carne de porco; o “brodetto di pesce di grado” – sopa de peixe; “qulasch” e a “cotoletta alla Viennese”, entre outras. Entre os doces se sobressaem os “gubana” – massa folhada, amendoas, frutas cristalizadas e chocolate; o “presnitz” – massa folhada e frutas cristalizadas e o “strucolo” – tipo de “strudel”. Representando os vinhos brancos, temos o Ribolla, o Tocai e o Pinot. Para os tintos: Schiopettino, Merlot Carbenet e o Refosco. Típico vinho de sobremesa ;o precioso Picolit. Ótima a produção de “grappe”, em particular as de ameixa, damasco e o típico Maraschino.