Cidade de Aosta
Site: http://www.comune.aosta.it

Esta é a capital da região autônoma chamada Vale d’ Aosta. Localiza-se a 583 metros de altitude no interior do vale à esquerda de Dora Baltea, na confluência do torrente Buthier. Assim, a cidade de Aosta forma com as cidades de Charvensod, Gressan, Sanit- Christophe e Sarre, uma área urbana ininterrupta onde se localiza a maior densidade demográfica de toda a região.

Aosta foi uma colônia de pretorianos (Augusta Praetoria) fundada por Terenzio Murena em 25 a. C. , nos redores de onde surgia a capital dos Salassi ( que tinham sido derrotados e deportados em grande número por Augusto), foi lentamente ocupada pelos Burgundi, pelos Ostrogodos, pelos Bizantinos, pelos Longobardos, e, finalmente em 774 pelos Francos. Então, em 904 foi passada aos reis de Borgonha, e, como feudo, deram aos bispos locais o títolo de conde: em 1025, por fim, passou a Umberto Biancamano, o primeiro descendente dos Savoia. De condado foi elevada a ducado (1302), Aosta assim, permaneceu sempre ligada aos Savoia, à exceção de breves períodos de dominação francêsa.

Testemunham a sua origem romana os célebres Arco di Augusto, a Porta Pretoria com data do I século a.C. , as imponentes ruínas do teatro a as muralhas augustas. Um pequeno museu arqueológico guarda os antigos encontrados romanos.

Os mais importantes complexos medievais da cidade, que são fundamentais pela escultura românica, são a Collegiata di Sant'Orso, com sua crípta do século XII, com o campanário de 1200 (a nave da igreja é gótica, assim como o coro com os estalos ilustrados com figuras de histórias), o interessante claustro (XII- XIV) e o priorado – Priorato di Sant’Orso – XV- XVII.

Na Collegiata e no Duomo ( XI- XII, tendo sido sucessivamente retocado) estão conservados os preciosos tesouros com antigas oreficerias e ricas decorações.